Compartilhar:

CORPO OCO CARREGADO UNIVERSAL: UMA SOLUÇÃO PARADIDÁTICA PARA O ENSINO DE FÍSICA À CEGOS

Christian R. Dias; Daniel Souza Cardoso; Mauro Cristian Garcia Rickes

RESUMO

Nota-se grande despreparo das instituições referente à demanda pela inclusão de alunos cegos no que se refere à infraestrutura e instrumentos de ensino [4]. Nesse sentido, buscou-se favorecer essa demanda social que muitas das instituições de ensino, de diferentes modalidades estão vivenciando, desenvolvendo assim, materiais lúdicos, audíveis e sensitivos. Junior [7] enfatiza que a técnica de prototipagem rápida por adição permite a confecção de objetos com diferentes níveis de complexidade devido a sua construção por camadas. Para projetar tais protótipos, utilizaram-se softwares em CAD (Computer Aided Designe – Desenho Assistido por Computador), tais softwares formam cruciais na elaboração dos modelos. O programa que se destacou entre eles e mais se adequou as necessidades foi o SolidWorks. No final de cada confecção, convertia-se os modelos em .stl, afim de serem reconhecidos pelas impressoras 3D encontradas no mercado. O modelo “Corpo Oco Carregado Universal” mostra-se adequado para o ensino de Física a pessoas cegas e videntes, pois através dele é possível verificar o processo de indução de cargas e que o excesso de cargas aparece na superfície externa de um corpo eletrizado. Sugere-se que se possam conduzir estudos futuros verificando práticas pedagógicas envolvendo o Corpo Oco Carregado Universal.

Palavras-chave: Ensino de Física, materiais paradidáticos, cegos, carga elétrica, experimentos universais.

Artigo

Amostra da Revista Sociedade Científica:

Erro de RSS: A feed could not be found at https://www.scientificsociety.net/index.php/feed/. This does not appear to be a valid RSS or Atom feed.

Notícias da RSC:


Compartilhar: