Compartilhar:

MODELAGEM DO VENTO DIÁRIO EM PELOTAS, RS: RESULTADOS PRELIMINARES

João Baptista da Silva1,Luís Eduardo Torma Burgueño2, Venice Meazza de Camargo3, Juliano Vieira Ribeiro4

RESUMO

Estudou-se o comportamento dos ventos em Pelotas, Estado do Rio Grande do Sul, por meio da análise harmônica dos dados diários. Foram utilizadas as médias das velocidades médias diárias, de 42 anos (1952/1993), registradas na Estação Agroclimatológica de Pelotas. Os resultados preliminares das análises realizadas indicaram duas ondas senoidais destacadas pelo periodograma e pela densidade espectral, a anual e a semestral. O modelo composto com estas duas ondas apresentou um r2 de 0,79, representando de forma adequada a sazonalidade dos dados. A qualidade do ajuste do modelo aos dados observados foi verificada pela análise dos resíduos. As autocorrelações dos resíduos indicaram que pode-se aceitar o modelo como adequado para representar a variabilidade dos dados. Pelo modelo pode-se observar um mínimo localizado no outono e um máximo na primavera. Sugere-se estudos mais aprofundados para comprovar esses resultados preliminares e assegurar o aproveitamento dessa importante fonte de energia.

Palavras-Chave: ventos, análise espectral, periodograma, autocorrelações.

ARTIGO
Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *